11/08/2017 -Festival de Inverno de Bonito consolida diálogo entre cultura e cidadania


Pela primeira vez o festival contou com um evento de gastronomia entre a programação

Durante quatro dias, Bonito se tornou a capital da cultura sul-mato-grossense. Ou melhor, matogrossulense, como defende o secretário de Estado de Cultura e Cidadania (SECC), Athayde Nery. O “Festival de Inverno de Bonito” (FIB), realizado entre 27 e 30 de julho, contou com um público de 38 mil pessoas, de acordo com a organização do evento. Os mais de 6 mil leitos de hotéis bonitenses também lotaram, comprovando o sucesso de público da 18ª edição do FIB.

Para o prefeito de Bonito, Odilson Arruda Soares, o FIB cumpriu seu papel de favorecer o desenvolvimento da região. “Não se trata apenas da cultura, mas o festival nos ajuda a alavancar a cidade economicamente durante esse período considerado ‘baixa temporada’. Também vimos o festival criar um diálogo com os moradores, chegando aos distritos de Águas de Miranda e Guaicurus. São detalhes que fazem a diferença. Bonito agradece por ter protagonizado tantos momentos importantes”, enfatiza o prefeito.

Comer bem

A gastronomia também se destacou no “Festival de Inverno de Bonito” em 2017. Pela primeira vez o festival contou com um evento de destaque na área. A “Mostra Gastronômica” reuniu 24 restaurantes de Bonito. Cada um deles foi desafiado a criar um prato especial. A variedade foi grande e contou inclusive com pratos inusitados como o “Ceviche Caiman Pantanal”, com carne de jacaré.

No último dia do festival foi revelado o prato mais votado, símbolo de Bonito até a próxima edição: a “Rabada ao Vinho Tinto” do Espaço Jack, criada em parceria com o Chef André Nardo. “Foi maravilhoso, agradeço a todos que estiveram no meu restaurante e me ajudaram a conquistar esse reconhecimento. A mostra motivou e mobilizou muita gente que está na luta diária em Bonito. Achei isso muito importante”, comenta a vencedora Jacqueline Auxiliadora Loureiro, proprietária do restaurante.

“Recebemos mais de 1,5 mil votos. É um momento importante para a nossa gastronomia e, sem dúvida, demos voz à população para entender o que eles gostaram mais”, aponta Juliano Wertheimer, presidente da Abrasel no Mato Grosso do Sul. “Conhecer a gastronomia local é parte importantíssima em qualquer passeio turístico, a mostra serviu para dar ainda mais valor à nossa culinária”, ressalta. A “Mostra Gastronômica” contou com o apoio da Associação dos Cozinheiros Profissionais do Pantanal.


Fonte: A Crítica


Acompanhe a Abrasel também nas mídias sociais:

alt alt alt